O produto precisa espumar para limpar?

A maioria das pessoas pensa que quanto mais espuma maior será a facilidade de limpeza.

Nos sabões a espuma pode demonstrar eficiência na limpeza, porém, o mesmo não se aplica aos detergentes.

Os detergentes incluem os sabões, sabonetes, detergentes sintéticos, cremes dentais, xampus, dentre outros compostos. Todos esses produtos são denominados detergentes porque todos possuem a ação detergente, isto é, do latim detergere, que significa “limpar”. Desse modo, os sabões são um subgrupo dos detergentes; sendo que todo sabão é um detergente, porém nem todo detergente é um sabão.

Os sabões possuem a capacidade de produzir bolhas, que são finas películas que retêm os gases. Enquanto que os detergentes no geral, podem ou não produzir bolhas.

A estrutura que determina se um detergente produz ou não espuma é a sua capacidade de formar micelas, isto é, pequenos glóbulos que aprisionam a gordura em seu interior. Essa estrutura química dos detergentes (e não o fato de se formar espuma) é que garante a limpeza.

Os fabricantes de detergentes sabem que a grande maioria dos consumidores associa a presença de espuma com a eficiência da limpeza, sendo assim, adicionam substâncias espumantes aos detergentes.

Você sabia desse mito? Agora preste atenção, nem sempre espuma é sinal de limpeza, viu?

FONTE: Brasil Escola

POSTS RECENTES